Eventos Santa Catarina

Nós fomos: 1º festival japonês em Floripa ~ Tanabata Matsuri

Há muito tempo, de acordo com uma antiga lenda, morava próximo da Via-Láctea uma linda princesa chamada Orihime (織姫) a “Princesa Tecelã”.

Certo dia Tentei (天帝) o “Senhor Celestial”, pai da moça, apresentou-lhe um jovem e belo rapaz, Kengyu (牽牛) o “Pastor do Gado” (também nomeado Hikoboshi), acreditando que este fosse o par ideal para ela.

Os dois se apaixonaram fulminantemente. A partir de então, a vida de ambos girava apenas em torno do belo romance, deixando de lado suas tarefas e obrigações diárias.

Indignado com a falta de responsabilidade do jovem casal, o pai de Orihime decidiu separar os dois, obrigando-os a morar em lados opostos da Via-Láctea.

A separação trouxe muito sofrimento e tristeza para Orihime. Sentindo o pesar de sua filha, seu pai resolveu permitir que o jovem casal se encontrasse, porém somente uma vez por ano, no sétimo dia do sétimo mês do calendário lunar, desde que cumprissem sua ordem de atender todos os pedidos vindos da Terra nesta data.

Na mitologia japonesa, este casal é representada por estrelas situadas em lados opostos da galáxia, que realmente só são vistas juntas uma vez por ano: Vega (Orihime) e Altair (Kengyu).

O festival que celebra esta história de amor teve início na Corte Imperial do Japão há cerca de 1.150 anos, e lá tornou-se feriado nacional em 1603. Atualmente o Tanabata é uma das maiores festas populares do Japão, e no Brasil é realizado em diversas cidades*.

Este ano o festival foi trazido pela primeira vez para Florianópolis, motivado pelas comemorações dos 120 anos da amizade Japão-Brasil, e tivemos a alegria de poder participar desse momento (inclusive ajudando na montagem do evento)!

O local selecionado para abrigar o evento foram os jardins do Palácio Cruz e Souza, no Centro. Essa conexão com a natureza e o fato de ser a céu aberto não poderia ser mais apropriado (assim poderíamos observar as estrelas!). A única preocupação era, claro, com a sempre alta possibilidade de chuva em Floripa. Por precaução, as atividades em si (palco, stands e oficinas) estariam protegidas por tendas, mas caso chovesse a movimentação de uma tenda para outra seria bem… molhada. Enfim, isso não aconteceu, e assim os jardins puderam ostentar lindos ornamentos: lanternas japonesas, bambus enormes com intrincados enfeites de papel, origamis em formato de estrela e os tanzaku.

Os tanzaku são parte essencial do festival, pois são os retângulos de papel colorido onde as pessoas escrevem seus pedidos. Cada cor tem um significado, e ao final do festival eles são queimados em uma cerimônia, para que possam chegar aos céus.

Como eu já tinha ajudado a fazer a montagem na véspera, acabamos indo somente no primeiro dia de evento, mas foi lindo de se ver – a abertura com as palavras das autoridades e a presença do Embaixador Kunio Umeda, as decorações lindas, as dancinhas coletivas ensinadas por uma obāchan (vovó) muito fofa e flexível xD, o local lotado, as oficinas cheias. E, claro, as lojinhas costumeiras dos eventos com temática japonesa e os takoyaki (bolinho frito de polvo, que eu adoro)!

Esperamos sinceramente que essa homenagem à amizade Japão-Brasil se torne algo costumeiro por aqui, trazendo mais festivais para disseminação da cultura japonesa em SC!

Tanabata Matsuri 2015 Florianópolis
Datas 03 e 04 de Julho
Local Museu Histórico de Santa Catarina / Palácio Cruz e Souza, Praça XV de Novembro – Florianópolis/SC
Ingresso Entrada franca
Página https://www.facebook.com/events/662191713917451

Realização:
Consulado Geral do Japão em Curitiba
Associação Nipo Catarinense
Miyage Kenjikai

Apoio:
Governo do Estado de Santa Catarina
Fundação Catarinense de Cultura
Museu Histórico de Santa Catarina
NipoCultura

*Informações retiradas do blog Cerimônia do Chá.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *